Dicas Saudáveis

Alergias, o que fazer?

Para si a primavera é sinónimo de “espirros”?

A chegada da primavera, em toda a sua beleza e exuberância, pode ser um pesadelo para quem sofre de alergias. Quando se fala em alergias, pensa-se de imediato em espirros, pingo no nariz, congestão nasal, comichão. Estes, na verdade, são os sintomas de uma doença alérgica específica, a rinite alérgica. Muitas vezes, são confundidos com os sintomas de uma constipação comum, que “dura toda a primavera”. Contudo, a constipação trata-se de um episódio infecioso agudo, que pode durar 3 a 7 dias, ao passo que a rinite é uma doença crónica, que se manifesta por tempo indeterminado.

A rinite alérgica é uma doença inflamatória crónica da mucosa nasal, que resulta de uma reação exacerbada do nosso sistema imunitário perante determinados alergénios, e cujos sintomas podem durar mais de uma hora. Para doentes alérgicos ao pólen, o que corresponde a cerca de um quarto da população portuguesa, a primavera pode tornar-se num verdadeiro tormento! Nesta época do ano, a atmosfera encontra-se saturada de pólen, que a cada contacto com as mucosas (nariz ou olhos) do doente alérgico, desencadeia uma resposta exagerada pelo organismo. Esta tentativa de o sistema imunitário combater a agressão perpetrada pelo alergénio (o pólen, no caso), traduz-se nos sintomas que todos bem conhecemos: espirros, tosse, obstrução das vias aéreas, produção de secreções e prurido.

É importante não negligenciar os sintomas, e assumir uma atitude proativa, começando pela prevenção.

E como gozar a primavera sem sofrimento?

Quando é impossível evitar o contacto com os alergénios, há algumas medidas que permitem minimizar os sintomas:

  • Usar óculos escuros no exterior
  • Tomar um duche, assim que se chega a casa
  • Quando está em casa, fechar as janelas para evitar a entrada do pólen
  • Evitar o fumo do tabaco
  • Fazer uma alimentação rica em vitaminas e minerais evitando lácteos, hidratos de carbono refinados e refeições abundantes
  • Praticar exercício físico, sendo que a natação é uma boa opção
  • Recorrer a anti-histamínicos, que não causam sonolência, de venda livre nas farmácias
  • Ainda na farmácia, pode adquirir sprays nasais à base de água do mar ou soro fisiológico, que não causam habituação, e que aliviam os sintomas tão desagradáveis de congestão nasal

Sabia que…

…existe um Boletim Polínico que pode consultar durante todo o ano (no site www.rpaerobiologia.com – serviço da SPAIC, Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica) que o informa sobre as concentrações polínicas no ar para toda a semana?21